O meu trabalho artístico busca inspiração na reflexão sobre a dimensão existencial do homem no mundo, seja ela subjetiva ou social.

Quero dizer, que a figura humana transfigurada, presente em meu trabalho, reflete estas questões e preocupações. Os afetos, as relações com mundo natural e social e sobretudo, com o mundo psíquico.

Procuro por meio da linguagem têxtil, a partir de meu processo de criação através do bordado, da costura e do tecido, manufaturas milenares da tradição cultural humana, um caminho de expressão que traduza estas inquietudes da existência humana. A loucura, os medos, angustias, e a nossa íntima relação com o mundo natural e social.

Estas inquietudes acompanham o homem de ontem e o homem de hoje. E minha intensão é propor reflexões sobre estas questões, em uma contemporaneidade onde estamos todos vivendo e compartilhando vidas e emoções na busca da liberdade e de sobreviver ao incerto e ao imprevisível. Fato que hoje estamos vivendo com o surgimento de novas pandemias e com a ameaça constante de nosso meio ambiente e de problemas sociais que afetam a vida cotidiana.

Portanto eu acredito que a criação artística é hoje e sempre foi, uma forma que os homens encontraram para transcender a determinação da finitude e construir poesia e beleza em um mundo hostil e habitado pelo mistério de existir.