Minha Arte Minha Inspiração

Meu trabalho artístico busca inspiração na reflexão da dimensão humana e de sua relação com o mundo. Tema que sempre esteve presente em minha trajetória como artista e atualmente como antropólogo que está se dedicando no estudo da arte têxtil e da sua interrelação com um fazer cultural que traduza a pluralidade humana em contextos culturais diversos.

A arte têxtil em rigor, acompanha a história do homem em seu fazer artístico por milênios, traduzindo historicamente através das tessituras, mundos que expressam biografias humanas, divindades, natureza e transcendentalidades.

Essa arte me oportuniza neste tempo presente, um campo de linguagem visual carregado de um vigor que não deixa de ser uma espécie de herança   ancestral composta por tramas, costuras, linhas, fios, bordados e  feltragens  que narram minhas vivências e minhas reflexões acerca do mundo e do homem contemporâneo.

O sentido da arte para mim, talvez seja este, da relação intersubjetiva com os outros, estar com os outros e com eles habitar este mundo. Este mundo assolado por tantas incertezas, dramas e histórias de vida, mas também, por encontros . Falo de nosso destino como seres vivos que habitam um mundo onde a natureza e homem são partes indissociáveis. Fomos separadas desta natureza ontológica  por uma racionalidade e uma moral dominante que veio  tentar dominar nossa liberdade e nossas entranhas mais profundas de nosso ser indomável e sensível. 

Através de composições têxteis busco expressões humanas transfiguradas que vislumbrem nossas incertezas  acerca de nosso destino humano. Uma tentativa de refletir sobre o sentido de nossa   existência e do futuro da vida e da diversidade em nosso mundo. Somos natureza e cultura e, ao mesmo tempo, mistério e revelação, morte e recriação, fragilidade e transformação.

My Art, My Inspiration

My artistic work seeks for inspiration in the reflection of human dimension and its relation to the world. That subject has always been present in my path as an artist and currently as an anthropologist who has been dedicating to the study of textile art and its connection with a cultural practice that translates the human plurality in diverse cultural contexts.

Textile art follows the artistic practice over the history of mankind which translates through weaving techniques diverse worlds that embody human lives, deities, nature, and transcendental expression.

Nowadays, that is an art that allows me to appreciate the rich field of visual language, an ancestral heritage composed of wefts, seams, threads, embroidery, and felting that narrate my experiences and thoughts about the world and contemporary mankind.

Maybe that is the meaning of art, an intersubjective connection with others, being with others, and sharing this world. A world devastated by so many uncertainties, dramas, and hard life stories, but also, based on bonding. I’m talking about our fate as human beings who inhabit a world where nature and man are inseparable parts. We were separated from this ontological nature by a rationale and a ruling moral which attempt is to overpower the freedom of our wild and sensitive being. 

Through textile mixtures, I seek transfigured human expressions that could glimpse our uncertainties about human destiny. An attempt to evaluate the meaning of our existence, the future of life, and the diversity in the world. We are nature and culture whilst mystery and revelation, death and recreation, fragility and transformation.